Como começar uma empresa com (quase) nenhum dinheiro

Você está empolgado para começar um negócio. Talvez você não tenha uma ideia, ou só está fascinado com a ideia de lançar e fazer crescer a sua própria empresa. Você está disposto a assumir certos riscos, como deixar seu emprego atual ou passar um tempo sem nenhuma renda pessoal. Mas eis uma barreira que está atrapalhando você: você não tem muito dinheiro.

À primeira vista, parece ser o maior problema, mas a falta de capital pessoal não deveria te impedir de correr atrás de teus sonhos. Na verdade, é inteiramente possível começar e fazer crescer um negócio com quase nenhum investimento financeiro pessoal – se você sabe o que está fazendo.

Porque um negócio precisa de dinheiro

Primeiramente, vamos dar uma olhada nas razões pelas quais uma empresa precisa de dinheiro. Não há uma taxa de abertura uniforme para a construção de uma empresa, então diferentes tipos de negócio terão necessidades diferentes. É importante primeiro estimar quanto dinheiro você precisará encontrando métodos alternativos para abrir sua empresa.

Considere as seguintes práticas:

  • Licenças e permissões: dependendo da sua região, você pode precisar de documentos específicos e se registrar para poder operar
  • Suprimentos: você está comprando materiais crus? Você precisa de computadores ou outros dispositivos?
  • Equipamentos: você precisa de maquinários ou softwares especializados?
  • Espaço físico: esta é uma despesa bem grande, e você não pode negligenciar coisas como internet, serviços de utilidade pública, limpeza e outros serviços de apoio, como folha de pagamento.
  • Associações, assinaturas, sociedades: quais publicações e afiliações você vai se inscrever para cada mês?
  • Custos de operação: elimine todas as gorduras aqui, e não esqueça do marketing.
  • Requisitos legais: você está consultando um advogado sobre o processo de desenvolvimento do seu negócio?
  • Empregados, freelancers e contratados: se você não consegue fazer sozinho, você precisará de pessoas na sua folha de pagamento.

Com isso dito, você tem dois caminhos principais para começar um negócio com pouco dinheiro: baixar seus custos ou aumentar seu orçamento com recursos externos. Você tem três opções aqui:

  1. Reduza suas necessidades

Sua primeira opção é mudar seu modelo de negócio de forma que ele necessite do menor número possível dos itens levantados acima. Por exemplo, se você está planejando começar uma empresa como consultor ou freelancer, você pode reduzir sua despesa com pessoal sendo uma equipe de um homem só no início. A menos que você precise de espaço físico, você pode trabalhar de casa. Você pode fazer seu dever de casa e achar fornecedores mais baratos, ou cortar uma linha de produtos inteira que seria muito cara para produzir.

No entanto, tem algumas despesas que você não conseguirá evitar. Os licenciamentos e taxas legais irão puxa-los para trás, mesmo que você recupere tudo. De acordo como SBA, muitas microempresas começar com menos de US$3000,00, e negócios começados em casa podem começar com menos de US$1000,00.

  1. Bootstrap

A segunda ideia consiste em ter um período de “aquecimento” para o seu negócio. Ao invés de começar diretamente com um negócio completo, você pode começar só com o básico. Você pode lançar um blog e só um nicho de serviço, reduzindo seu escopo, sua audiência e seu faturamento, a fim de obter uma vantagem inicial. Se você pode começar como um microempreendedor individual, você vai evitar os maiores custos iniciais (e fazer parte de um sistema de impostos diferente também). Uma empresa de processamento de pagamentos, como a Due, pode ser uma grande ajuda se você está lutando para faturar e seguir profissionalmente.

Uma vez que você começar a faturar, você pode investir em sim mesmo, e construir a empresa que você imaginou etapa por etapa, em vez de fazer tudo de uma vez.

  1. Tercerizar

Sua terceira opção é conseguir fundos externos. Eu analisei o mundo dos fundos para startup em várias peças diferentes, então não vou entrar muito em detalhes, mas sei que há dúzias de maneiras de levantar capital – mesmo se você não tem muito dinheiro próprio. Aqui estão algumas possíveis fontes de financiamento para você:

  • Amigos e família: não descarte a possibilidade de conseguir ajuda para seus amigos ou para sua família, mesmo se você tiver que juntar dinheiro de múltiplas fontes.
  • Investidores anjo: são pessoas ricas que apoiam negócios logo no seu início. Eles tipicamente investem em troca de um percentual de ações da empresa, o que é um sacrifício que vale a pena considerar.
  • Venture capital: são como investidores anjo, mas geralmente são associações ou organizações que apoiam negócios que já estão em existência.
  • Crowdfunding: é popular por uma razão: com uma boa ideia e um pouco de trabalho, você consegue atrair dinheiro para qualquer coisa.
  • Subsídios e empréstimos governamentais: as organizações de suporte a pequenas empresas (e algumas agências governamentais locais) existem apenas para ajudar os pequenos negócios a crescerem. Há muitas ofertas de subsídios e empréstimos para ajudar você a começar.
  • Financiamentos bancários: você sempre pode abrir uma linha de crédito com o banco se você possui boas condições.

Com uma ou mais dessas opções, você deve estar apto para reduzir seu investimento pessoal para quase nada. Você pode ter que fazer outros sacrifícios, como começar pequeno, incluir parceiros ou adquirir dívidas, mas se você acredita na sua ideia de negócio nenhuma dessas coisas deve ficar no seu caminho. Falta de capital é um grande obstáculo que está por vir, mas se você não cometer nenhum erro, ele pode ser superado.

Gostou? Que tal conversar com outros empreendedores e conhecer como começaram suas empresas? É só se inscrever na Real Networking!
https://www.realnetworking.co

Texto traduzido de: https://www.entrepreneur.com/article/271446

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *